Chuvas Frontais

Existem, na realidade, três tipos principais de chuvas: ciclônicas (frontais), convectivas e orográficas, que são as que ocorrem nas encostas das montanhas quando os ventos quentes e úmidos, soprando do oceano para o continente, encontram uma barreira natural.


Aqui vamos dar uma pequena idéia sobre as chuvas frontais.

    

Estão associadas ao movimento de massas de ar de regiões de alta para outras de baixa pressão. Essas diferenças barométricas são causadas por aquecimento desigual da superfície terrestre.
A precipitação frontal resulta da ascensão do ar quente sobre o ar frio na zona de contato entre duas massas de ar de características diferentes.
Se as massas de ar movem-se de tal forma que o ar frio é substituído por ar mais quente, a frente é conhecida como frente quente.
Quando o ar quente é substituído, temos a frente fria.
São de longa duração e baixa intensidadeu>, cobrindo grande áreas.
São importantes no desenvolvimento de projetos de grandes bacias hidrográficas.

Chuvas Convectivas

Existem, na realidade, três tipos principais de chuvas: ciclônicas (frontais), convectivas e orográficas, que são as que ocorrem nas encostas das montanhas quando os ventos quentes e úmidos, soprando do oceano para o continente, encontram uma barreira natural.

        Aqui vamos dar uma pequena idéia sobre as chuvas convectivas.

               
Esquema de chuva convectiva

Quando em tempo calmo, o ar úmido é aquecido na vizinhança do solo, podem surgir camadas de ar que se mantêm em equilíbrio instável.
Quando este ar é, por algum motivo, perturbado, forma-se uma brusca ascensão local, de ar menos denso, que atinge seu nível de condensação com formação de nuvens e, muitas vezes, precipitações.
São chuvas de grande intensidade e pequena duração, restritas a áreas pequenas.
Popularmente, são chamadas de "chuvas de verão".

| voltar |