Núcleo Celular

Estrutura do núcleo

: : :  DNA  : : :
O núcleo é como se fosse o cérebro da célula. É geralmente único e aproximadamente esférico. Apresenta membrana nuclear (ou carioteca), suco nuclear (ou cariolinfa), filamentos de cromatina e nucléolos.
Carioteca - Membrana dupla, lipoprotéica, interrompida por poros.
Cariolinfa - Massa semilíquida que preenche o núcleo.
Cromatina - Filamentos formados por DNA e proteínas; compreende a eucromatina, porção ativa e pouco visível, e a heterocromatina, porção inerte ou pouco ativa e bem visível; forma os cromossomos durante a divisão celular.
Nucléolo - Corpúsculo constituído por RNA ribossômico e proteínas; presente no núcleo interfásico.
Núcleo Interfásico - Período de síntese de RNA e duplicação do DNA.

Organização dos cromossomos
Os cromossomos são formados por espiralização ou condensação dos filamentos de cromatina, os cromonemas. Regiões mais espiralizadas formam cromômeros, e as menos espiralizadas, intercromômeros.
Centrômero é a constituição primária que divide o cromossomo em braços.
Satélite ou região organizadora do núcleo é a porção terminal do cromossomo, separada por constrição secundária.
Classificação dos cromossomos:
Metacêntrico - Centrômero mediano
Submetacêntrico - Centrômero submediano
Acrocêntrico - Centrômero subterminal
Telocêntrico - Centrômero terminal
Cada núcleo tem dois conjuntos de cromossomos, que formam pares de homólogos. Esses organismos são diplóides (2n) e formam células reprodutoras ou gametas haplóides (n), com apenas um conjunto de cromossomos.
Genoma é o conjunto haplóide de cromossomos.


Espécie (2n) Genoma (n)
homem - 46 cromossomos 23 cromossomos
Cariótipoé a técnica de identificação dos cromossomos de um genoma.
Alterações cromossômicas podem ser numéricas ou estruturais:
As Alterações Numéricas:
Euploidias - Multiplicação de todo o genoma; são poliploidias, principalmente triploidias (3n) e tetraploidias (4n).
Aneuploidias - Perda ou acréscimo de um ou alguns cromossomos; são principalmente monossomias (2n -1) e trissomias (2n + 1). Exemplos: síndrome de Turner (monossomia), síndromes de Down e Klinefelter (trissomia).
As Alterações Estruturais:
Deficiência - Perda de um pedaço de cromossomo.
Duplicação - Repetição de um pedaço de cromossomo.
Inversão - Seqüência invertida em parte de cromossomo.
Translocação - Troca de pedaços entre cromossomos não homólogos.

Importância dos ácidos nucléicos
DNA são duas cadeias helicoidais de polinucleotídeos, com pares de bases  perpendiculares.
Propriedades do DNA - autoduplicação e transcrição.
Autoduplicação - As duas cadeias de nucleotídeos separam-se e constroem duas novas cadeias complementares; processo semiconservativo.
Transcrição - Uma seqüência de DNA forma RNA.

Transcrição de RNA
São transcritos três tipos de RNA:
RNA ribossômico (RNAr) - Formado pela região organizadora do núcleo; com proteínas, forma os nucléolos e os ribossomos.
RNA mensageiro (RNAm) - Contém informação para a síntese de proteínas.
RNA transportador (RNAt) - Liga-se a aminoácidos e desloca-se para as regiões de síntese de proteínas no citoplasma.

Código genético
São as informações codificadas no DNA; permite o controle das atividades celulares e a transmissão das características hereditárias.
As unidades do código genético são trios em seqüência de nucleotídeos de DNA; cada trio corresponde a um códon do RNAm; cada códon corresponde a um anticódon do RNAt relacionado a um aminoácido.

Biossíntese de proteínas
Ocorre no citoplasma, com a participação do RNAr, RNAm e do RNAt.
RNAr - Armazenado nos nucléolos, passa para o citoplasma, associa-se a proteínas e forma os ribossomos; estes ligam-se ao retículo endoplasmático formando os polirribossomos ou unidades de tradução.
RNAm - Seqüência de nucleotídeos com informação para uma cadeia polipeptídica; diferentes códons determinam o tipo, o número e a posição dos aminoácidos na cadeia polipeptídica
RNAt - Associa-se a aminoácidos e leva-os aos sítios de síntese protéica.